top of page

Maior laboratório de políticas públicas alimentares do mundo chega em Curitiba para debater a agenda alimentar urbana junto a gestores municipais de todo o Brasil



Entre os dias 19 a 22 de março, em Curitiba, acontece a 3ª edição do LUPPA LAB, um momento onde gestores municipais de diversos lugares do Brasil irão mergulhar na agenda da alimentação urbana, compartilhar com outras cidades seus avanços e desafios e adquirirem ferramentas que potencializam suas políticas alimentares. O evento é realizado pelo Instituto Comida do Amanhã em correalização com o ICLEI América do Sul e a Prefeitura de Curitiba, por meio da Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN).


O LUPPA LAB é uma parte da jornada do LUPPA, o maior laboratório de políticas públicas alimentares do mundo, que abrange uma plataforma colaborativa e um programa contínuo de aprendizagem, para apoiar e facilitar que cidades promovam políticas alimentares com abordagem sistêmica, intersetorial, coerente e participativa.


Para Juliana Tângari, diretora do Comida do Amanhã, é uma alegria aterrissar em Curitiba para a 3ª edição do LUPPA LAB. “Esperamos que os participantes desse encontro possam retornar com uma mala cheia de ideias e relacionamentos que os ajudarão ainda por muitos anos no cumprimento de seus deveres e ideais em suas cidades”, pontuou.


Cada edição do LUPPA tem um ano de duração com atividades que incluem oficinas, seminários, troca de experiências, desenvolvimento de diagnóstico sobre o sistema alimentar urbano de cada cidade, realização de lives abertas ao público (LUPPA web) e um ciclo de mentorias das cidades participantes com cidades parceiras do programa, as chamadas cidades mentoras, onde muitas trocas e aprendizados acontecem. Atualmente, o laboratório conta com a participação de 43 cidades, distribuídas por 18 estados das 5 regiões brasileiras, contabilizando mais de 14 milhões de habitantes. 


“Os sistemas alimentares são uma grande oportunidade de transformação das cidades, especialmente no contexto das mudanças climáticas e da urgência do acesso a uma alimentação saudável, em quantidades e qualidade adequadas. O LUPPA e o Portfólio da Conformidade Alimentar traduzem a nossa capacidade em transformar os sistemas alimentares em sistemas mais sustentáveis, justos, resilientes e circulares”, destacou Rodrigo Perpétuo, Secretário Executivo do ICLEI América do Sul.


Pela primeira vez em Curitiba, cidade mentora do LUPPA e parceira do projeto desde a sua 1ª edição, o evento acontecerá em dois locais da cidade - a abertura será no Memorial de Curitiba e o nos demais dias no Mercado Municipal - e além disso terá momentos de visita técnica aos equipamentos de Segurança Alimentar e Nutricional (SAN) de Curitiba para que os participantes possam conhecer e se inspirar com as experiências consolidadas no município.


Segundo Luiz Dâmaso Gusi, Secretário Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional, é um imenso orgulho para a Prefeitura de Curitiba ser a cidade inspiração e cenário para esta grandiosa edição do LUPPA LAB. “Oferecemos a oportunidade de promover um ambiente de trocas abrangendo todas as dimensões do conhecimento durante o LUPPA, com destaque para as visitas guiadas aos diversos equipamentos de SAN da cidade, equipamentos esses que são resultado de um notável portfólio de políticas públicas urbanas de SAN, reconhecidas e premiadas nacionalmente e internacionalmente", destacou.


Ao todo, o LAB espera reunir cerca de 150 pessoas, entre gestores municipais e representantes da sociedade civil, para colocar a comida no centro da mesa da agenda municipal.


Sobre o LUPPA:


O LUPPA é um projeto do Instituto Comida do Amanhã, em correalização com o ICLEI América do Sul, com o apoio pleno do Instituto Ibirapitanga, do ICS - Instituto Clima e Sociedade, da Fundação José Luiz Egydio Setúbal e da Porticus, apoio institucional da FAO Brasil - Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura e parceria metodológica da Reos Partners Brasil.



22 visualizações

Kommentare


bottom of page