top of page

JOSÉ GRAZIANO DA SILVA

artigos, notícias, entrevistas e publicações

Coletamos e disponibilizamos algumas das principais contribuições do Professor José Graziano da Silva, nosso special advisor, para o debate sobre sistemas alimentares saudáveis e sustentáveis nos últimos anos, com mais enfoque na sua atuação desde 2019.

 

Não se tratando de uma cobertura completa de todos os seus conteúdos, deixamos o convite a se aprofundar nas suas publicações, nos materiais desenvolvidos durante a sua liderança na FAO e todas as demais participações e contribuições que segue trazendo em diversos canais e com diversas instituições e eventos.

Não se combate a fome dizendo que ela não existe. Tem que ter uma política ativa de combate à fome, tem que ser parte das preocupações centrais.

José Graziano da Silva

Picking vegetal

Entrevistas e palestras

#aovivo | Seminário "Combate à fome e resgate da cidadania no Nordeste"
04:12:20
Fundação Perseu Abramo

#aovivo | Seminário "Combate à fome e resgate da cidadania no Nordeste"

Acompanhe #aovivo o seminário "Combate à fome e resgate da cidadania no Nordeste", realizado pelos NAPPs Nordeste e Agrícola e Agrário da Fundação Perseu Abramo, Secretaria Agrária Nacional/PT e pelo Fórum de Gestores e Gestoras da Agricultura Familiar do Nordeste. Veja a programação completa a seguir: 17h – Abertura - Aloizio Mercadante – presidente da Fundação Perseu Abramo - Jonas Paulo – coordenador do NAPP-Nordeste/FPA - Elisângela Araújo – secretária Agrária do PT e membro do NAPP Agrícola e Agrário/FPA 17h20 – Palestras - Dilma Rousseff – ex-presidenta do Brasil - José Graziano da Silva – ex-ministro de Segurança Alimentar e Combate à Fome e ex-diretor-geral da ONU para Alimentação e Agricultura 18h – Mesa 1 – Carestia, fome e miséria na pandemia Coordenação: Maria Fernanda Coelho - subsecretária do Consórcio Nordeste - Sérgio Storch – co-fundador da Rede Josué de Castro e membro do Projeto Mandacaru - Kalyne Lima – vice-presidente da Central Única das Favelas – CUFA - Iris Oliveira – secretária do Trabalho, Habitação e Assistência Social do Rio Grande do Norte - André Santana – coordenador de Acompanhamento de Políticas de Inclusão Socioprodutiva da Bahia - Joaquim Cartaxo – superintendente do Sebrae Ceará 19h30 – Mesa 2 – Articulação produtiva e convivência com o semiárido Coordenação: Vivian Farias – vice-presidenta da FPA - Francisco de Assis Diniz – secretário do Desenvolvimento Agrário do Ceará e presidente do Fórum de Gestores e Gestoras da Agricultura Familiar do NE - Patrícia Vasconcelos – secretária da Agricultura Familiar do Piauí - Alexandre Conceição – direção nacional do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra – MST - Aristides Santos – presidente da Confederação Nacional dos Trabalhadores Rurais Agricultores e Agricultoras Familiares – CONTAG - Alexandre Pires – coordenador da Articulação Semiárido Brasileiro – ASA -- Inscreva-se no canal da Fundação Perseu Abramo: http://www.youtube.com/channel/UCm8hY...​ Acompanhe a Fundação Perseu Abramo nas redes sociais: - Facebook - https://www.facebook.com/fundacao.per...​ - Instagram - https://www.instagram.com/fpabramo/​ - Twitter - https://twitter.com/fpabramo
Webinario : O sistema alimentar Brasileiro e suas contradições atuais
El retroceso de la lucha contra el hambre en la era post-Covid-19, con José Graziano da Silva
01:30:56
La Casa Encendida

El retroceso de la lucha contra el hambre en la era post-Covid-19, con José Graziano da Silva

El brasileño José Graziano da Silva ha contribuido, durante más de 30 años, a las cuestiones relacionadas con el hambre, la seguridad alimentaria y el desarrollo rural en el plano académico, profesional y político. Es considerado uno de los grandes expertos mundiales en estas temáticas. Como director general de la Organización de las Naciones Unidas para la Agricultura y la Alimentación (FAO) de 2010 a 2012, implementó la experiencia adquirida con el programa Fome Zero (Hambre Cero) en Brasil, el cual concibió y posteriormente dirigió mientras actuaba como ministro extraordinario de Seguridad Alimentaria y Lucha contra el Hambre durante el primer gobierno de Luiz Inácio Lula da Silva. El programa Hambre Cero es considerado como el mayor y más exitoso programa contra el hambre en el mundo, que sacó del umbral de la pobreza a cerca de 41 millones de ciudadanos y ciudadanas brasileñas. Graziano da Silva introdujo un nuevo modelo de desarrollo centrado en la erradicación del hambre y la inclusión social, vinculando las políticas macroeconómicas, sociales e industriales. Este programa aceleró considerablemente los progresos en la reducción del hambre en el Brasil. Como resultado, el país cumplió los objetivos de la Cumbre Mundial sobre la Alimentación y el primer Objetivo de Desarrollo del Milenio. En 2014, se consideró que Brasil se había convertido en el primer país en desarrollo en haber erradicado el hambre. En 2015, en Nueva York, la comunidad internacional reconoció el enfoque brasileño del Hambre Cero como uno de los 17 Objetivos de Desarrollo Sostenible de las Naciones Unidas (ODS2): erradicar el hambre y todas las formas de malnutrición para 2030. En la actualidad, da Silva dirige el recién creado Instituto Fome Zero (Hambre Cero) en Brasil y da conferencias sobre la cuestión del hambre y la alimentación sostenible en foros y universidades de todo el mundo. Este encuentro analiza cómo, a nivel mundial, la pandemia ha frenado la lucha contra grandes retos de la humanidad, como el hambre, la obesidad y la pobreza. Más de 2.000 millones de personas no tienen en la actualidad acceso regular a alimentos inocuos, nutritivos y suficientes. Unos 690 millones de personas padecen hambre y la pandemia de la Covid-19 podría añadir entre 83 y 132 millones de personas a esta cifra, dependiendo de la perspectiva de crecimiento económico. En pleno siglo XXI de avances tecnológicos y milagrosas revoluciones agrarias, una de cada 9 personas no tiene acceso a un derecho humano tan básico como es el derecho a la alimentación. Por otro lado, la obesidad avanza imparable en todos los rincones del globo, afectando a todas las capas sociales. Desde 1975, se ha casi triplicado en todo el mundo. En 2019, cerca de 2.000 millones de adultos tenían sobrepeso, de los cuales, más de 650 millones eran obesos. Según la Organización Mundial de la Salud (OMS), las diez causas principales de fallecimiento en nuestra época están vinculadas a la salud y la alimentación. Y la pandemia de la Covid-19 va a suponer un retroceso importante en la lucha contra el hambre, la obesidad y la pobreza, haciendo prácticamente imposible alcanzar las ambiciosas metas de los Objetivos de Desarrollo Sostenible (ODS). Coordina: Le Monde diplomatique en español y el Instituto de Estudios de Naciones Unidas. #LaCasaOn SÍGUENOS: Nuestra web: https://www.lacasaencendida.es Instagram: https://bit.ly/2LD6WDY Twitter: https://twitter.com/lacasaencendida Facebook: https://www.facebook.com/LaCasaEncendida Youtube:  https://bit.ly/2URuwzE Las opiniones expresadas en este vídeo son responsabilidad exclusiva de los autores y no necesariamente reflejan la posición de La Casa Encendida.
Agricultura, sistemas alimentares e comida saudável – com José Graziano (UNICAMP, ONU, ex-Ministro)
01:35:01
Centro de Estudos Avançados CEA - UFRRJ

Agricultura, sistemas alimentares e comida saudável – com José Graziano (UNICAMP, ONU, ex-Ministro)

O próximo debate promovido pelo Centro de Estudos Avançados (CEA/UFRRJ) contará com a presença de José Graziano da Silva, Professor Titular do Instituto de Economia da UNICAMP, ex-Diretor Geral da Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação (FAO/ONU), ex-Ministro Extraordinário de Segurança Alimentar e Combate à Fome (MESA) e Doutor Honoris Causa pela UFRRJ. A pandemia trouxe novamente à tona questões relacionadas ao sistema alimentar e às necessidades de abastecimento, especialmente das camadas mais desfavorecidas da população. Não se trata apenas de uma questão de quantidade de alimentos, mas também de prover o acesso à uma refeição saudável, especialmente nesses tempos em que a dimensão sanitária ocupa um espaço central na agenda. Para discutir essas questões o CEA convidou José Graziano da Silva, do IE/UNICAMP e ex-Diretor Geral da FAO/ONU. O debate contará com a participação de Lucia Anjos, Pró-Reitora Adjunta de Pesquisa e Pós-Graduação e integrante do Intergovernmental Technical Panel on Soils – FAO/ Global Soil Partnership (GSP) e Ricardo Berbara, Reitor e Professor Titular dos Programas de Pós-Graduação em Ciência do Solo e de Biotecnologia, ambos da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). A mediação ficará à cargo de Sergio Pereira Leite, Diretor do Centro de Estudos Avançados da UFRRJ.
IDEIAS - OS EFEITOS DA PANDEMIA NA ALIMENTAÇÃO DOS BRASILEIROS
01:57:10
Sesc São Paulo

IDEIAS - OS EFEITOS DA PANDEMIA NA ALIMENTAÇÃO DOS BRASILEIROS

IDEIAS - Os Efeitos da Pandemia na Alimentação dos Brasileiros Agradecemos a participação e o convidamos a contribuir com sua análise. Deixe suas sugestões clicando aqui: https://is.gd/CC57BX - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - Live com interpretação em Libras. - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - IDEIAS - Os Efeitos da Pandemia na Alimentação dos Brasileiros A preocupação em relação à disponibilidade e ao acesso a alimentos no presente e no futuro são os principais temas desta atividade. A insegurança alimentar já ameaçava milhões de pessoas em situação de vulnerabilidade. A tendência é que esse cenário crítico se agrave com os fortes impactos sociais e econômicos causados pela pandemia. Nesse novo contexto, quais os caminhos para enfrentar a subnutrição e a fome, promovendo a alimentação adequada e saudável para todos? Como garantir este direito, considerando formas de produção, processamento e distribuição dos alimentos socialmente equitativas, ambientalmente sustentáveis e promotoras de diversidade cultural e ecológica? Com José Graziano da Silva, professor titular aposentado do Instituto de Economia da UNICAMP. Foi Ministro de Segurança Alimentar e Combate à Fome do primeiro governo de Lula da Silva. Nessa função, coordenou a implementação do Projeto Fome Zero.Foi Diretor Regional para America Latina e Caribe e depois Diretor Geral da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). Com Renato Maluf - Professor Titular do CPDA/UFRRJ, onde coordena o Centro de Referência em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional. Membro do Fórum Brasileiro de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional. Ex-Presidente do CONSEA-Nacional (2007/2011). Apresentação de Mariana Ruocco (Assistente Técnica da Gerência de Alimentação e Segurança Alimentar) Mediação Elisabetta Recine, integrante do Observatório de Políticas de Segurança Alimentar e Nutricional, professora do Departamento de Nutrição da Universidade de Brasília.