O que o campo produz? Qual a realidade da ruralidade? Que estórias nos trazem cada alimento e quem está aí para as contar? Quais as possibilidades de envolvimento e encontro que o campo nos traz? 

O mundo urbano e o mundo rural não são, nunca foram e nunca serão desconectados mas a narrativa proeminente é urbana, industrializada, capitalizada, e contada principalmente pela perspetiva do consumidor e da cidade. Onde nos encontramos? Que fronteiras podemos dissolver? 

Cinthia Mendonça

É artista e pesquisadora baseada na Serra da Mantiqueira. É mestra em Artes Visuais pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro e cursa o doutorado em Práticas Artísticas Contemporâneas pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro. É diretora da Silo – Arte e Latitude Rural uma organização que cria e promove arte, ciência e tecnologia em zonas rurais e de conservação ambiental por meio de programas de residências artísticas e laboratórios de experimentação, como CaipiraTechLab. https://silo.org.br

Francine Xavier

Mestre em Desenvolvimento Sustentável pela UFRRJ, gastrônoma e gestora de gastronomia há 30 anos com MBA Executivo pelo Instituto Coppead UFRJ.  Estudiosa de análise sensorial, sistemas alimentares e redes alternativas de alimentação. É diretora do Instituto Comida do Amanhã e da Cambucá Consultoria. Experiência em mapeamento e construção de cadeias de valor com impacto sócio ambiental, em especial CSA – comunidade que sustenta agricultura.  Trabalha para a mudança de dietas e modos de produção, para que sejam mais saudáveis para as pessoas e sustentáveis para o planeta.

Júlia Camargo

Paulistana de nascença e criação, graduada em direito pela PUC-SP, encontrou pertencimento no campo. Percebeu que a cadeia alimentar no Brasil não faz sentido e se apaixonou pela potência da agrofloresta enquanto visão de mundo. Co-criadora da Pertim, acredita que estamos profundamente interligados e que é necessário tecer e cuidar das redes que nos sustentam. Com a Pertim, vem plantando e distribuindo comida, água, brincadeira, sabedoria e solo fértil.

Dia 26 de novembro de 2020 às 11h

ARTE, GASTRONOMIA, PRODUÇÃO LOCAL E AGROECOLÓGICA: 

onde tudo isso se encontra? 

4

Chamamos quem está fazendo pontes, contando a história partindo do campo, nos lembrando que é na terra que tudo começa e que, para regenerar relações, é para lá que precisamos de olhar e são essas vozes que precisamos de ouvir. 

ARTE, GASTRONOMIA, PRODUÇÃO LOCAL E AGROECOLÓGICA: 

Onde tudo isso se encontra?

 
SITE WEBINARBANNER FRUTAS VERMELHASTRANS

[ Dando à comida de verdade

o enfoque que ela merece ]

4

REALIZAÇÃO

APOIO

Instituto Comida do Amanhã - Poliniza 2020