Comida é assunto exclusivo de nutricionista? Ou de gastrônomo? É matéria de ciência ou de antropologia? De economia ou de psicologia? Tem pesquisa por trás do que comemos? Como a pesquisa pode estar a serviço da comida de verdade e da verdade da comida? Onde a ciência encontra a nossa boca e nossas escolhas?

Como trazer o conhecimento acadêmico e científico para a vida de cada um e para ajudar em nossas escolhas e nossas ações como consumidores mas também como cidadãos? 

 

Ana Paula Bortoletto

Atualmente é pós-doutoranda na Faculdade de Saúde Pública, pesquisadora do NUPENS/USP (Núcleo de Pesquisas Epidemiológicas em Nutrição e Saúde da Universidade de São Paulo) e consultora técnica do Idec (Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor). Foi Coordenadora do Programa de Alimentação Saudável e Sustentável do Idec de 2016 a agosto de 2020.

Foi conselheira no Consea Nacional de 2014 a 2019.

É membro do Núcleo Nacional da Aliança pela Alimentação Adequada e Saudável.

Juliana Dias

Mãe do Daniel, jornalista, doutora em Histórias das Ciências, das Técnicas e Epistemologia e mestra em Educação em Ciências e Saúde pela UFRJ. É Professora colaboradora do Programa de pós-graduação em Educação em Ciências e Saúde e pesquisadora do Grupo de Estudos sobre Desigualdades na Educação e na Saúde (Gedes), do Instituto Nutes (UFRJ). Integra o Fórum Brasileiro de Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (FBSSAN).

Tatiana Rotolo

Bacharel e licenciada em Filosofia pela USP, Mestre em Filosofia também pela USP e Doutora em Ciência Política pela UnB.

É professora do Instituto Federal de Brasília desde 2011, onde atua nas disciplinas de Filosofia, Sociologia, Ética e Cultura e História da Alimentação nos cursos técnicos e superiores na área da Gastronomia e Hospitalidade. Desde 2016 coordena o Grupo de Pesquisa em Cultura e História da Alimentação. É sommelière de cervejas e vinhos.

Dia 25 de novembro de 2020 às 11h

3

CONHECIMENTO & COMUNICAÇÃO:

como falar de saber no sabor?

Fugindo do academicismo hermético, colocamos no caldeirão uma conversa cheia de saber e sabor com quem vem aproximando a ciência, a universidade, a pesquisa séria e responsável do dia a dia de cada um de nós para que comer seja sim, uma possibilidade de mudar mundos.

CONHECIMENTO & COMUNICAÇÃO: 

Como falar de saber no sabor?

REALIZAÇÃO

APOIO

 
SITE WEBINARBANNER LARANJASTRANSP.jpg

[ Dando à comida de verdade

o enfoque que ela merece ]

Instituto Comida do Amanhã - Poliniza 2020