Desperdício de alimentos, ou o paradigma da escassez


Segundo o dicionário, desperdício significa “ato ou efeito de desperdiçar; esbanjamento”, ou “ato de gastar em excesso; esbanjamento”. Também podemos ler “falta de aproveitamento; perda” ou bem “o que não se aproveita; refugo, resíduo, resto.

Vamos analisar essa definição e esses sinônimos. O fato do desperdício ser visto como um “gasto” é uma visão muito reducionista, influenciada pelo nosso ponto de vista muito preocupado com os recursos financeiros. Do ponto de vista econômico, o desperdício é uma falha, uma ineficiência, já que a economia visa sempre um crescimento constante.

“Perda” já é um termo muito mais amplo do que o desperdício, e inclui outros sujeitos e outras motivações bem diferentes. O uso do termo resíduo também foge do que seria desperdício, pois resíduo é aquilo que sobra, que não tem mais valor, e já não é aproveitável, enquanto o desperdício é algo aproveitável. Mas com a comida não se brinca ou joga fora. Frases como essa provávelmente todos temos ouvido durante a infância, certo? Certo. A comida é um bém tão prezado que não podemos dizer que sobra, que não tem mais valor. Sempre tem um valor, foi criado para ter valor, foi criado para nutrir.

DESPERDÍCIO

Então voltamos lá na definição de desperdício. Se pensarmos em bens (produtos ou serviços), o desperdício será uma produção ou realização que não era necessária de acontecer; ou um bem que não foi aproveitado como o previsto ou apenas parcialmente aproveitado (ou até com outro fim distinto do que se previa). Geralmente o desperdício é lamentado, ao passo que o resíduo é alvo de repulsa.

Pode-se falar também de desperdício de tempo, quando se usa aquele tempo para realizar alguma tarefa aparentemente desnecessária ou inútil. Pensando em todas as opções possíveis de desperdício, este conceito acaba atrelado à produtividade e ao uso ineficiente de recursos, ou à relação entre o produto e seu fim predestinado. O que essas definições não transparecem são os motivos que existem por trás do desperdício, parecendo algo não intencional.

Quando falamos de desperdício de alimentos, se aplicarmos o mesmo olha